Jornalistas de Brasília lançam site de notícias jurídicas Já está no ar o site Infojur, um novo espaço destinado à divulgação da informação jurídica. Seus criadores, os jornalistas Bartolomeu Rodrigues, o Bartô, e Irineu Tamanini, já rodaram bons quilômetros na estrada no mundo jurídico, que agora estão disponíveis para os leitores do site.

Tamanini estruturou o serviço de imprensa e divulgação do STF, STJ, TSE, TST e da OAB Nacional, sempre acompanhado de Bartô, que foi diretor da Agência Estado em Brasília, além de presidente do Sindicato dos Jornalistas do Distrito Federal, dos comitês de imprensa do Palácio do Planalto e da Câmara dos Deputados.

Na página principal do site — www.infojur.com.br –, o leitor encontra chamadas para três notícias em destaque. Mais abaixo, na página, segue-se o sumário das notícias mais recentes que trazem as novidades, últimos acontecimentos, opiniões e decisões da Justiça, de praticamente todo o país.

As seções “data venia” e “ipso facto” trazem textos assinados por operadores do direito e especialistas tratando de temas polêmicos e reflexões sobre a Justiça brasileira.

“Fora dos autos”, outro bloco de destaque, traz curiosidades e bastidores de boas histórias como a Sobre elefantes e outros bichos. No texto, o personagem principal é Aristoteles Atheniense, hoje vice-presidente do Conselho Federal da OAB, e a história, um bom episódio de sua carreira. Defendendo os direitos trabalhistas do palhaço Chuca-Chuca e de uma trapezista, do “Gran Circo Americano”, Atheniense recebeu como pagamento das causas ganhas dois elefantes. Como pergunta a crônica, o que poderia fazer um advogado com dois elefantes? Ele trocou os animais por um carro.

No site, os leitores também têm o seu espaço, na secção de “Cartas”. Contribuições, reclamações, opiniões e elogios podem ser encaminhados para [email protected]

Uma enquete no canto esquerdo da página atrai a atenção dos leitores: “A greve no judiciário justifica uma intervenção federal em São Paulo?” Sim ou não? Por enquanto, aponta o placar 38% para sim e 62% ficam com o não.

Também no site, indicações de leituras e lançamentos do mundo jurídico. Para quem se interessar há também links para os tribunais do país e sites de jornais brasileiros (divididos por estados), de jornais internacionais e de agências com notícias 24h.

Curriculum vitae é no link “Quem é quem”. Selecione o tribunal e o ministro e descubra a ficha profissional, por exemplo, da ministra do Supremo Tribunal Federal, Ellen Gracie: “Natural do Rio de Janeiro, ministra do Supremo Tribunal Federal desde 2000, sendo a primeira e até então única mulher a integrar esta Corte. Graduou-se em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1970). É pós-graduada, em nível de especialização, em Antropologia Social pela mesma Universidade (1982)…”

www.infojur.com.br – boa leitura!